Futebol virou business e desrespeita o apaixonado torcedor. Tudo mudou: é só dinheiro - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Futebol virou business e desrespeita o apaixonado torcedor. Tudo mudou: é só dinheiro

Por: Elite FM
Publicado em 19/11/2019

O futebol foi um negócio pequeno até a metade da década de 1980. Quando percebeu que tinha nas mãos um grande “business” o então presidente da FIFA, brasileiro João Havelange, virou o jogo à partir da Copa do Mundo no México, em 1986.Dali em diante o futebol nunca mais foi o mesmo. Com a exigência da construção de grandes arenas, verdadeira revolução nas relações dos clubes e confederações com as redes de televisão na busca de verbas bilionárias, contratos com patrocinadores do mundo inteiro, criação de modernas ligas nacionais e, é lógico, a inflação no valor do passe dos jogadores profissionais. Os empresários e representantes de jogadores passaram a ocupar um lugar de destaque nas negociações, dezenas de cartolas se corromperam através das décadas, o padrão técnico da maioria dos times médios e pequenos baixou pelo êxodo de craques para os grandes mercados, as tabelas de jogos dos campeonatos passaram a ser organizadas pelas redes de televisão, conforme os seus interesses comerciais e, consequentemente, o futebol tornou-se um programa banal com partidas sendo transmitidas diariamente, em diversos canais." "O futebol virou “business” e desrespeita o torcedor. Sobretudo aquele torcedor apaixonado que se liga emocionalmente com o seu timede coração. Se antigamente os ídolos ficavam jogando na mesma equipe e tornavam-se verdadeiros heróis aos olhos da torcida, hoje em dia tudo mudou: é só dinheiro.


Fonte: Gazeta do Povo