Detroit: a cidade que o capitalismo ergueu e o sindicalismo quase destruiu - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Detroit: a cidade que o capitalismo ergueu e o sindicalismo quase destruiu

Por: Elite FM
Publicado em 12/11/2019

A falta de áreas verdes não é um problema em no bairro em Detroit. De longe, um visitante desavisado pode acreditar que se trata de um novo loteamento, ainda pouco povoado. Mas a verdade é que os espaços vazios um dia já foram ocupados por casas. As ruas desertas já estiveram preenchidas com o movimento incessante de carros fabricados não muito longe dali. O cenário deserto se repete em muitos bairros de Detroit, a cidade que foi a capital mundial do automóvel e que hoje tenta se reerguer. "No fim dos anos 1930, os sindicatos começaram a ganhar força na capital do automóvel.A General Motors foi a primeira a capitular, em 1937, reconhecendo a United Automobile Workers (UAW) como representante de seus trabalhadores. As demais montadoras fariam o mesmo demonstrando que o sindicalismo acabou com a economia da cidade mais próspera dos EUA. No Brasil há mais de 17 mil sindicatos, a maioria deles tão úteis como um zero à esquerda, mas que com  a contribuição apenas voluntária, ninguém está disposto a jogar dinheiro fora e muitos sindicatos vão minguar.


Fonte: Gazeta do Povo