Artistas reclamam de censura do governo, mas na realidade a questão é grana,bufunfa, dinheiro que Bolsonaro cortou para dar destino mais produtivo - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Artistas reclamam de censura do governo, mas na realidade a questão é grana,bufunfa, dinheiro que Bolsonaro cortou para dar destino mais produtivo

Por: Elite FM
Publicado em 11/11/2019

No Brasil, mais especificamente em Brasília, a coragem está em falta. Cantores, atores, produtores e toda sorte de personalidades do meio cultural fizeram uma romaria até o Supremo Tribunal Federal para denunciar a terrível censura em vigor sob o atual governo. Você provavelmente não sabia que isso estava acontecendo, mas Caetano Veloso, Luís Carlos Barreto, Caco Ciocler (quem?), Caio Blat e outros menos famosos querem que você acredite nisso. O evento que reuniu a nata da cultura brasileira foi uma audiência pública realizada  no STF, por causa de uma ação feita pelo partido Rede Sustentabilidade para “discutir medidas do governo que impõem novas formas de censura”, como andaram divulgando por aí. Por mais que os supracitados queiram que a coisa toda seja retratada com ares heroicos, como se fossem paladinos da liberdade de expressão lutando contra uma ditadura malvadona, no fundo a questão se resume ao vil metal: grana, tutu, bufunfa, verdinhas, dinheiro. A peregrinação dos baluartes da arte tupiniquim tinha o objetivo de reclamar da medida do governo Bolsonaro que transferiu o Conselho Superior do Cinema do Ministério da Cidadania para a Casa Civil. A ideia de que Guimarães Rosa precisasse de um edital do governo para escrever ‘Grande Sertão: Veredas’ é tão risível, tão estapafúrdia, que eu atribuo tamanho disparate a anos de dinheiro fácil fluindo do bolso dos pagadores de impostos para os artistas mais ricos do País. Quando a torneira secou, bateu o desespero, levando pessoas inteligentes (como acredito ser o caso de Caio Blat) a falar sandices. "Na falta de uma censura de verdade, os artistas brasileiros resolveram criar uma para chamar de sua. São os falsos mártires de uma falsa ditadura " 


Fonte: Jones Rossi – Gazeta do Povo