Filósofo aponta que o sentimento de tristeza pode ser um caminho para a criatividade - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Filósofo aponta que o sentimento de tristeza pode ser um caminho para a criatividade

Por: Elite FM
Publicado em 11/11/2019

Embora pareça estranho, a tristeza pode ser motivadora da criatividade. O filósofo e escritor Fabiano de Abreu é defensor de uma curiosa teoria que alega haver um lado positivo do sentimento de tristeza, que seria como um degrau a colaborar com o processo criativo.É sabido que grandes nomes das artes e da literatura do passado como Goethe, Álvares de Azevedo, Lord Byron, Chateaubriand e Musset, identificados no ultra-romantismo e no chamado “mal do século”, eram conhecidos até hoje por terem suas obras inspiradas pelo pessimismo extremo, em face do passado e do futuro, melancolia difusa, tristeza, culto do mistério, do sonho, da inquietude mórbida e desencanto em face do cotidiano. Logo, a teoria de Fabiano não está tão distante assim de expressar uma realidade comprovável. O filósofo explica o que pode trazer a criatividade à tona em meio a um sentimento de tristeza: “Alguns de nós sentem nas emoções negativas uma energia poderosa de criação; como se toda a nossa mente fosse muito mais receptiva aos estímulos, muito mais forte a aprofundar sentimentos, muito mais engenhosa. A tristeza desenha-se assim como um terreno fértil para a criatividade. Logo a criatividade na tristeza é uma defesa para sair dela ou um meio para encontrar soluções para esse sentimento. Uma forma de escape da dor, uma autodefesa, um remédio para uma mente que está negativamente abalada.


Fonte: Fabiano de Abreu