Plano de Guedes desconstrói erros que custaram caro ao país - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Plano de Guedes desconstrói erros que custaram caro ao país

Por: Elite FM
Publicado em 08/11/2019
img
O ministro da Economia, Paulo Guedes. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agencia Brasil/Gazeta do Povo

 As três propostas de emendas constitucionais (PECs) apresentadas  pela equipe econômica têm uma característica marcante: mais do que trazerem coisas novas, os projetos desconstroem erros que custaram muito ao país nas últimas décadas. O caos fiscal no Brasil é resultado de uma visão de Estado grande, que precisa resolver toda sorte de problemas através de gastos carimbados, fundos especiais, benefícios fiscais e transferências obrigatórias. É um arcabouço institucional complexo que cria coisas bizarras que começam a ser atacadas de frente. Um exemplo de como o modelo institucional faliu está nos fundos setoriais que o ministro Paulo Guedes propõe extinguir em uma das PECs. Ao longo dos anos, foram criados 281 fundos que hoje têm R$ 220 bilhões parados. Eles surgiram com propósitos nobres, mas se tornaram um problema de gestão, porque não estão atrelados a projetos objetivos, e um problema para o cidadão, que é obrigado a pagar a conta. A lógica, nesse caso, não é arrecadar para atender um propósito previsto em lei, mas abrir mão da receita para beneficiar algum setor econômico (e normalmente com viés de interesse político-eleitoral), que no auge da loucura desenvolvimentista do governo Dilma Rousseff, chegamos em 6,7% do PIB. Existe até  dinheiro para o “bolsa refrigerante”. Paulo Guedes quer que a arrecadação seja aplicada a projetos reais para toda a sociedade e não para alguns setores. E concluiu dizendo:”É preciso enxergar de vez os benefícios fiscais como gastos públicos que distorcem mercados  e prejudicam o país”.


Fonte: Gazeta do Povo