Os partidos continuam avançando sobre o dinheiro do brasileiro - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Os partidos continuam avançando sobre o dinheiro do brasileiro

Por: Elite FM
Publicado em 07/09/2019

Em tempos de ajuste fiscal em que há cortes praticamente em todas as áreas – alguns mais questionáveis, é verdade, e outros mais óbvios e muito necessários –, e em que se sugere que o dinheiro das multas da Petrobras nos Estados Unidos seja usado para combater as queimadas na Amazônia, parece existir um único tipo de verba sagrada e intocável: o dinheiro destinado a partidos políticos e campanhas eleitorais. O acintoso fundo eleitoral, o tão sonhado “financiamento público de campanha” criado em 2017 pelo Congresso para compensar o fim das doações de pessoas jurídicas, será reajustado em 2020, significando que mais uma vez o contribuinte será forçado a ajudar partidos e candidatos com os quais não concorda e que pode até mesmo repudiar veementemente. Mesmo que os partidos não ganhem os inaceitáveis R$ 3,7 bilhões propostos pelo relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias, o aumento é certo. Partidos e candidatos devem contar apenas com o apoio de seus filiados e daqueles que acreditam em suas plataformas e ideário, a ponto de contribuírem voluntariamente. A imoralidade do fundo eleitoral – para não falar de sua constitucionalidade, questionada no Supremo Tribunal Federal desde 2017, mas sem data para julgamento – é evidente e independe do cenário econômico do país. Diante da situação do país  o fundo eleitoral se torna ainda mais acintoso para financiar partidos e políticos e barganhar votos.”É mais uma prova de que partidos e políticos são as duas  classes mais desacreditadas do Brasil.”


Fonte: Gazeta do Povo