Nike lança tênis patriótico, mas cancela após esquerda associá-lo à escravidão - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Nike lança tênis patriótico, mas cancela após esquerda associá-lo à escravidão

Por: Elite FM
Publicado em 07/07/2019
img
Air Max 1 USA, o tênis patriótico que a Nike desistiu de lançar depois de críticas de Colin Kaepernick. Foto: Reprodução

A Nike está novamente no centro de uma controvérsia envolvendo um de seus produtos e seu garoto-propaganda, o ex-jogador de futebol americano Colin Kaepernick. O produto em questão é um tênis “patriótico” que exibe nos calcanhares a primeira versão da bandeira norte-americana. O lançamento do tênis, chamado Air Max 1 USA, foi cancelado depois de o ex-atleta se manifestar dizendo que a bandeira era ofensiva. Ela teria sido confeccionada por Elizabeth Griscom Ross logo depois da Revolução Americana – uma versão contestada pelos historiadores contemporâneos. "A bandeira em questão é a chamada “Betsy Ross. Ross pode não ter desenhado a bandeira, mas foi a responsável por trocar as antigas estrelas de seis pontas por estrelas de cinco pontas.A bandeira, com as tradicionais listras vermelhas e brancas e as estrelas dispostas num círculo, simbolizando as 13 colônias norte-americanas originais, foi substituída em 1795 por uma bandeira com 15 estrelas – a famosa Star Spangled Banner, que também dá nome ao hino norte-americano.A partir daí, a bandeira dos Estados Unidos passou por várias mudanças para incorporar os territórios que viraram estados, até chegar à sua configuração atual, com 50 estrelas.O problema todo é que as 13 colônias "O problema todo é que as 13 colônias norte-americanas originais eram escravagistas e a bandeira histórica estaria sendo usada por supremacistas brancos e para a Nike não interessa polemizar.


Fonte: Gazeta do Povo