Universidades usam “laranjas” para desafiar o MEC na lista tríplice para reitor - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Universidades usam “laranjas” para desafiar o MEC na lista tríplice para reitor

Por: Elite FM
Publicado em 07/07/2019

Ao longo dos próximos quatro anos, todas as 68 universidades federais brasileiras vão realizar eleições para reitor. Cada uma delas vai apresentar ao Ministério da Educação uma lista com três nomes, com a sugestão de que o primeiro da lista seja o escolhido. Essas escolhas vão formar um grande desafio para o governo Bolsonaro: o ministro da Educação não é obrigado a nomear o primeiro nome da lista, já que o PT se infiltrou com sua ideologia nas universidades. A Universidade Federal da Grande Dourados  e a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia  simplesmente descartaram de suas listas os candidatos derrotados na votação realizada entre alunos, professores e servidores. Apresentaram apenas o vencedor do pleito, e dois outros nomes ligados a ele, "laranjas". Acontece que a nota técnica 400, divulgada pelo Ministério da Educação no dia 20 de dezembro de 2018, desautoriza esse tipo de prática. O reitor da universidade mantida pela União, qualquer que seja sua forma de constituição, é nomeado pelo Presidente da República, escolhidos dentre os indicados em lista tríplice elaborada pelo colegiado máximo da instituição. O que está acontecendo na universidades federais para a eleição do novo reitor é a apresentação de um candidato oficial e dois laranjas, mas o governo Bolsonaro  quer  despetizar essas universidades com a indicação  dos novos reitores.


Fonte: Gazeta do Povo