Auditoria aponta “grave omissão” na fiscalização de barragens no Paraná - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Auditoria aponta “grave omissão” na fiscalização de barragens no Paraná

Por: Elite FM
Publicado em 20/06/2019
img

Uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas (TCE-PR) apontou "grave omissão" na fiscalização de barragens pelo Instituto das Águas do Paraná. Por causa disso, o órgão concluiu que “há risco latente e potencial de desastres nas estruturas”. A auditoria foi feita ao longo de 40 dias – entre 12 de abril e 10 de junho deste ano – e gerou um relatório de 185 páginas, já entregue ao governo do Paraná. A auditoria foi determinada na esteira dos desastres nas cidades mineiras de Mariana e Brumadinho, em 2015 e em 2019. "Durante a auditoria, os técnicos do TCE visitaram 11 barragens no Paraná: cinco localizadas em Londrina (Parque Arthur Thomas, Igapó I, II e III e Parque Daisaku Ikeda - rompida em 2016), duas em Araucária (Passaúna e Refinaria Presidente Getúlio Vargas), uma em São José dos Pinhais (Miringuava, com obras de construção paralisadas), uma em Cascavel (Lago Municipal), uma em Toledo (Lago Municipal) e uma em União da Vitória (Fazenda Guavirova - rompida em 2016, com uma vítima fatal).Todas são barragens de acumulação de água (para abastecimento público, irrigação, piscicultura, outros), com fiscalização delegada pela Agência Nacional de Águas (ANA) para o Instituto das Águas do Paraná, autarquia criada em 2009 e vinculada à Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, do governo do Paraná."


Fonte: Gazeta do Povo