Mercado de trabalho: O futuro do trabalho é a curiosidade, a resiliência e o empreendedorismo - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Mercado de trabalho: O futuro do trabalho é a curiosidade, a resiliência e o empreendedorismo

Por: Elite FM
Publicado em 13/06/2019
img
Elatia Abate, instrutora da Universidade de Stanford e especialista em futuro do trabalho| Foto: Divulgação/Bret Josephs

O estudo de hoje pode não dizer nada para o mercado de trabalho de amanhã. Curiosidade, resiliência e empreendedorismo são características fundamentais para um mercado de trabalho que está em constante modificação. É o que aponta Elatia Abate, instrutora da Universidade de Stanford (EUA) e especialista em futuro do trabalho. A ideia de que a gente tem uma vida feliz, se não estamos felizes no trabalho, é totalmente louca. Passamos mais de 50% do nosso tempo fazendo atividades relacionadas ao trabalho. Então, a busca é por trabalho que está alinhado com aquilo que a gente valoriza.  É a distinção entre capitão e cativo. A gente pode se deixar ser cativo frente às circunstâncias de mercado, de nossa empresa, da sociedade. Enfim, simplesmente ficar esperando o que vai acontecer. Ou a gente pode assumir o papel de capitão, fazendo uma pergunta mais crítica: dado tudo isto onde a gente está, o que queremos criar. O mais importante de tudo é a resiliência. A gente tem de ficar cada vez mais curioso no sentido de entender o que está acontecendo aqui, no mundo, no mercado e como está impactando meu mundo. O convite é para ficarmos mais curiosos, buscando a oportunidade da gente melhorar e criar mais valor por meio desses conhecimentos. As empresas irão selecionar o candidato mais atrativo para a vaga em questão porque cada vez mais, as empresas que existem hoje são de tecnologia. Um diploma não é um bom indicador se você vai ser bem sucedido no mercado de trabalho. "Frequentemente se fala que 70% a 80% das crianças de hoje trabalharão em funções que não existem. Uma coisa é fundamental: praticar a resiliência! Colocar os seus filhos em lugares onde tenham a oportunidade de lidar, sobreviver e prosperar frente ao desconhecido. Isto é mais fundamental do que qualquer outra coisa. Possivelmente o que o jovem de hoje estuda na escola sirva muito pouco para o seu trabalho futuro.


Fonte: Gazeta do Povo