8 políticas de subsídios vão passar por pente-fino. Elas custam R$ 70 bilhões por ano - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

8 políticas de subsídios vão passar por pente-fino. Elas custam R$ 70 bilhões por ano

Por: Elite FM
Publicado em 06/06/2019

O governo Jair Bolsonaro definiu a lista de oito políticas públicas bancadas com subsídios que vão passar por uma avaliação de eficiência neste ano. O pente-fino vai atingir desde a Zona Franca de Manaus (ZFM), um dos programas de incentivo fiscal mais caros do país, até o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado, destinado aos pequenos empreendedores. Esses oitos programas que serão avaliados custaram R$ 68,9 bilhões no ano passado, dinheiro bancado pela União ou diretamente do bolso dos contribuintes. Será realizada uma análise detalhada da motivação para criação e manutenção dessas políticas públicas e dos seus resultados efetivos para a economia e a população. A avaliação vai ocorrer ao longo deste ano e até o fim de dezembro o comitê vai emitir os seus pareceres. Os relatórios do comitê poderão sugerir o aperfeiçoamento das políticas públicas ou, até mesmo, a extinção. Em 2019 elas vão custar mais R$ 21,6 bi.  Brasil tem 14 mil obras públicas paradas que já custaram R$ 10,8 bilhões É a primeira vez que o comitê vai fazer uma avaliação dos impactos fiscais e econômicos de políticas públicas financiadas por subsídios. Muito desse dinheiro vai para os ralos do desperdício e da corrupção. Dos oito programas que entraram na mira do governo neste ano, o mais custoso aos cofres públicos é a Zona Franca de Manaus (ZFM). No ano passado, o custo foi de R$ 25,1 bilhões.Todavia os benefícios para a Zona Franca são pagos pelo contribuinte  de todo o Brasil  e há estudos que a Zona Franca não compensa por estar distante dos consumidores, desinsentiva  a exportação, não se preocupa com concorrentes externos e tem menos produtividade.


Fonte: Gazeta do Povo