Saúde: Como será a nova versão do Mais Médicos de Bolsonaro - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Saúde: Como será a nova versão do Mais Médicos de Bolsonaro

Por: Elite FM
Publicado em 30/05/2019
img
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, lança Secretaria de Ação Primária que substitui o Mais Médicos. Foto: Ministério da Saúde/Divulgação/Gzeta do Povo

Avaliado como alternativa ao Mais Médicos, a criação de um novo programa para levar profissionais ao interior do país deverá ter valores diferentes de remuneração em cidades mais distantes dos grandes centros. Nesse modelo, teríamos cidades classificadas que vão ter um valor maior de remuneração do que eventualmente uma cidade interiorana, que não é de área remota, o que o programa atual não diferencia. O ministério analisa a possibilidade do novo programa envolver entre 13 mil e 14 mil vagas, número similar ao total de postos ocupados hoje no Mais Médicos. Por outro lado, a quantidade é entre 23% e 29% menor do que o total de vagas autorizadas no passado -18.240. O Ministério da Saúde decidiu não renovar mais as vagas de contratos encerrados no Mais Médicos de profissionais que atuavam em cidades de perfis 1 a 3, padrão tido como de menor vulnerabilidade em relação às demais cidades. Segundo ele, o foco das vagas do programa que substituirá o Mais Médicos devem ser as cidades do "Brasil profundo" e outras onde houver dificuldade de provimento de profissionais. Já cidades maiores, como capitais, tendem a sair de cena com algumas exceções. A estratégia do programa seria a construção de um plano de carreira. Há possibilidade, no entanto, de usar um possível abatimento de parte das dívidas do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) como mecanismo de fixação em áreas críticas, segundo Mandeta. O novo programa deverá ficar a cargo da nova Secretaria de Atenção Primária, criada na última semana.


Fonte: Gazeta do Povo