Um ano após greve, caminhoneiros ganham menos, perdem clientes e Brasil vive nova ameaça - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Um ano após greve, caminhoneiros ganham menos, perdem clientes e Brasil vive nova ameaça

Por: Elite FM
Publicado em 24/05/2019

Há um ano, os caminhoneiros iniciavam uma greve histórica que paralisou o Brasil por dez dias e provocou o desabastecimento da população. Faltou combustível nos postos e vários produtos sumiram das prateleiras dos supermercados. O resultado foi uma redução de quase R$ 48 bilhões no Produto Interno Bruto (PIB) de 2018, uma ruptura na confiança e alta da inflação no período. Os protestos foram iniciados por caminhoneiros autônomos por causa da escalada do preço do óleo diesel, cuja política da Petrobrás previa aumentos semanais. A resposta do governo veio em forma de subsídio de até R$ 0,46 por litro do combustível e a criação da tabela do frete. Dez grandes empresas perderam mais de R$ 1 bilhão com greve dos caminhoneiros .Um ano depois, no entanto, as queixas dos caminhoneiros continuam latentes. Para eles, a situação piorou com o fraco desempenho da economia diminuindo o volume de carga para transportar. Com o tabelamento de frete, o produtor preferiu as empresas aos autônomos por haver uma relação mais estável. Acontece que existe a lei da oferta e da procura, que é universal e eterna, desde Adão e Eva e os caminhoneiros fizeram opção pelo financiamento facilitado de caminhões e hoje há mais de 300 mil caminhões ociosos e tabela de frete não vai funcionar nunca porque quem manda no mercado é a oferta e a procura. Nenhum empresário vai pagar mais pelo frete se encontra quem transporta por menos. 


Fonte: Gazeta do Povo