Por que a qualidade de educação no Brasil cai depois do 5º ano do ensino fundamental - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Por que a qualidade de educação no Brasil cai depois do 5º ano do ensino fundamental

Por: Elite FM
Publicado em 05/05/2019

Em geral, a rede municipal de ensino no país atende às crianças da educação infantil até o 5º ano. Já a segunda etapa do ensino fundamental, que vai do 6º ao 9º ano, e o ensino médio são responsabilidades dos estados. No Paraná, há ainda o impacto do georreferenciamento, para que os estudantes da rede pública sejam alocados em escolas próximas de suas residências. De acordo com o Censo Escolar da Educação Básica de 2018, das 48,5 milhões de matrículas nas 181,9 mil escolas de educação básica brasileiras, 67,8% são alunos da rede municipal. A partir do 6º ano, os estudantes da rede pública precisam se adaptar ainda a uma nova realidade: outro ambiente escolar e professores completamente desconhecidos até então, assim como os novos colegas. A escola não consegue resolver a questão do acolhimento aos alunos e causa uma grande barreira psicológica.Tanto que, historicamente, as taxas de rendimento e de aprovação no 6º ano são as menores de todo o ensino fundamental. O problema mostra a gravidade do momento: a distorção “idade-série”. O resultado é o aumento nas taxas de abandono escolar. Há necessidade de se reforçar as ações de acolhimento da criança nessa fase escolar para tornar esse processo de transição mais tranquilo e saudável para o estudante.  São dois movimentos distintos: o da escola municipal, que deve preparar a criança para esse rito de passagem da melhor forma possível, e o do colégio estadual, que precisa estar estruturado para conhecer melhor esse estudante que chega.


Fonte: Gazeta do Povo